jump to navigation

Eternos 4 - julho - 2007

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, O homem e Deus.
trackback

Eternidade por meio do sangue de Cristo

“Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele.” Jo 15:19a

O ser humano não foi projetado para existir neste mundo, onde tudo passa, onde tudo é fundamentado no tempo e espaço. A idéia original era vivermos na perfeição e pela eternidade (Gn 1:27), porém temos optado por tentar nos satisfazer através de meios imediatos. Assim sofremos, morremos e somos dominados pelo tempo ao escolher viver o ‘carpe diem‘. Por fim chegamos à conclusão de que esse mundo não nos ama. Se pertencêssemos ao mundo, ele nos faria bem.

E mesmo quando escolhemos ser livres do imediato, somos perseguidos pela “Ordem do Viva Agora” e por aqueles que seguem essa ordem. Ou seja, querendo ou não sofremos as consequências da tendência universal de fugir do propósito original para a vida. Não podemos ser isolados do mundo, mas podemos ter esperança na eternidade através de Cristo e, por hora, a graça nos basta. (II Co 12:9)

Há contentamento no que é eterno
Há eternidade no que é de Cristo

Marcos Reis – 03/07/07

Anúncios

Comentários»

1. Motivados pela transformação « …Markitus… - 1 - agosto - 2007

[…] falta da plenitude nos faz deprimidos. O anseio pelo eterno pode nos levar a desejar o fim da vida. […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: