jump to navigation

A Cabana – uma "ficção real" 12 - fevereiro - 2009

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, Livros, O homem e Deus.
trackback

a_cabana

 

 

 

 

 

A Cabana: uma ficção onde todos os personagens são reais.

 

 

 

 

 

Esta “estória” me fez bem. Profundamente bem. Enriqueceu a minha maneira de enxergar a Trindade. Me fez valorizar mais e pedir mais a ação de “Sarayu” na minha vida. Me levou a confiar mais em Deus, e achar conforto em meio a confusão. Perceber que até mesmo existe beleza na confusão de nossas vidas.

Me despertou para utilizar minha criatividade no tempo presente, e não para imaginar o futuro (geralmente ameaçador nas minhas ilusões mais recentes). Me alertou para julgar menos. Reafirmei meus novos conceitos de hierarquia e submissão. Aquela questão da “prontidão X expectativas” nos relacionamentos também é algo revolucionário pra mim. As 47 vezes menos uma, o papel do perdão…

O conto encheu meus olhos de lágrimas em alguns momentos. Em outros não contive o riso expontâneo e “solitário”. Os períodos de leitura deste livro sempre trouxeram paz pro meu dia, talvez por destacar a essência do amor de Deus por nós e em nós. Me identifiquei muito com Mack em várias partes do enredo e acredito que todo mundo que a lê é capaz de se identificar com ele em algum aspecto.

Enfim, uma ótima leitura! Agradeço ao Maffei pelo empréstimo. Pretendo ler de novo, mas daí vou comprar o meu, hehe!

Anúncios

Comentários»

1. epigrama - 12 - fevereiro - 2009

quero ler esse livro… li alguns comentários sobre o assunto e me pareceu bem interessante. leituras que nos fazem pensar são poderosas.

abraço

2. Taísa - 12 - fevereiro - 2009

Oi Markitus!!

Vi o nick do teu msn, não resisti e vim ler o que tu tinhas escrito. Tb não resisti e vim comentar! hehe

Li esse livro já faz algum tempo, mas ainda estou vivendo resquícios dele.
A maneira como o autor nos “re-ensina” a essência de princípios tão básicos é brilhante. Principalmente a questão do relacionamento. É demais saber que um Deus que se basta, que se relaciona com Ele mesmo, nos criou a fim de que a gente busque isso com Ele tb. E mais, ele se “agacha” nos nosso nível e “finge” não saber oq estamos passando, apenas para nos ouvir falar. É pra isso que estamos aqui…
pra relacionamento.
E eu me esqueço disso muito fácil.

Que possamos entrar na Cabana mais vezes!!

Abraço Marcos!!

3. Marcos Reis - 13 - fevereiro - 2009

1) Epigrama – vai fundo na leitura!

2) Taísa – Oi Taísa! Que bom receber um comentário seu por aqui! Bem lembrado o ponto da “auto-limitação divina”. Tbm esqueço, ou esquecia, muito fácil da importância dos relacionamentos, principalmente do que tenho com Deus. Mas eu também tenho constatado que sem relacionamentos todo o resto perde “a cor”, ou “as asas”. Espero não esquecer mais disso… Abraço! Apareça mais vezes!

4. Maffei - 13 - fevereiro - 2009

“Em quem posso confiar, se não em Deus?”. Foi muito bom pra mim, entender que Deus não faz coisas ruins (todo mundo “tá careca de saber disso”) mas não vive isso como verdade, e cada vez que algo de “errado” acontece, vai logo pondo a culpa em Deus. É bom reafirmar que Deus usa essas coisas “ruins” para um propósito bem maior do que a gente pode imaginar.
Um dos melhores livros que eu já li (se não o melhor).
Como diria o Bruninho “Ele é o Cara)

Abraço

5. Maffei - 13 - fevereiro - 2009

“Em quem posso confiar, se não em Deus?”. Foi muito bom pra mim, entender que Deus não faz coisas ruins (todo mundo “tá careca de saber disso”) mas não vive isso como verdade, e cada vez que algo de “errado” acontece, vai logo pondo a culpa em Deus. É bom reafirmar que Deus usa essas coisas “ruins” para um propósito bem maior do que a gente pode imaginar.
Um dos melhores livros que eu já li (se não o melhor).
Como diria o Bruninho “Ele é o Cara”

Abraço

6. Olavo - 2 - abril - 2009

Alguém poderia me emprestar esse livro?

7. Thay - 1 - junho - 2009

Tbm li e adorei!!! Condiz com quase tudo que eu penso a respeito da magnitude de Deus e do seu amor absoluto. Mas como cada um tem a sua opinião, parece que esse livro não anda agradando algumas pessoas, principalmente os cristãos, por julgá-lo muito contrário aos ensinamentos da Bíblia. Deem uma olhadinha nesse blog (mastigue.com/2008/11/17/na-mesa-a-cabana/). Não concordei com a opinião do chamado Daniel e de muitas outras contidas nos comentários. Queria saber se sou só eu… se estou tão errada assim por ter gostado tanto do livro e o achado tão verdadeiro!

Marcos Reis - 1 - junho - 2009

Olha, pessoalmente o livro reafirmou a minha fé e me deu novo ânimo em meu relacionamento com Deus. Ele é repleto de graça, mas como tem muitas pessoas que não estão acostumadas com tanta graça acho que elas acabam tomando uma overdose e se assustando um pouco, hehe. Não creio que tal livro possa influenciar uma pessoa a viver longe de Deus, muito pelo contrário, desperta a curiosidade em conhecer mais desse Deus tão relacional.

8. Carine Ziliotto-Passo Fundo - 23 - junho - 2009

Pra mim tbém foi revigorante! um dia vi no teu blog o post sobre o livro e uns irmãos me comentaram tbém..aí procurei para ler.. realmente como vc disse Marcos é pura GRAÇA.. e como o protagonista, muitas vezes nossas “crenças” nos fazem esquecer disso e achar que temos um Deus que cria expectativas, nos dá obrigações… o que não é verdade! Graças a Deus por isso.. caso contrário quão frustante seria pra nós “pobres” mortais.. valeww

9. Geórgia - 26 - julho - 2009

Incrivel e contagiante. A Cabana é capaz de “espetar” um cantinho do coração e como numa reação em cadeia, grandes transformações e principalmente renovações ocorrem. Quem dera se, ao menos, cada pessoa triste pudesse ter a oportunidade…Seria uma benção!
Deus abençoe a todos.

10. Maffei - 17 - outubro - 2009

Quero ler novamente, mas perdi o meu livro, alguém pode me emprestar???

Abraço…

11. Xy - 28 - abril - 2010

poxa esse foi o melhor dpz da blibia muito tocante….
queria sabe se a historia é real…?

12. josue - 11 - janeiro - 2012

é um bom livro de ficção. mas não é real. é baseado na própria vida do autor, mas e pura ficção.

13. ROSA CRUZ - 20 - janeiro - 2012

EU ACHEI FANTASTICO!!!!ME INDENTIFIQUEI COM MACK,CHOREI MUITO,E VIVI VARIAS CONCIDENCIAS DE AMOR DO PROPRIO SENHOR POR NOS!E ALGO MUITO LINDO QUE ME CHAMOU A ATENÇAO:FOI A SIMPLICIDADE DE NOS COMUNICARMOS COM DEUS PAI ,DEUS FILHO E DEUS ESPIRITO SANTO É ASSIM QUE VEJO O SENHOR É ASSIM QUE FALO COM DEUS,SE ELE O AUTOR INVENTOU TUDO ISSO,ELE VIVEU A MAIOR EXPERIENCIA COM DEUS SEM PERCEBER,PORQUE EUVIVO ALGO SEMELHANTE TODOS OS DIAS COM O PAI E É MUITA CONCIDENCIA!!PORQUE EU SEI QUE EM MINHA VIDA É REAL,AMEI…

14. Jean Marques - 10 - maio - 2012

Esse livro é incrível, enquanto estou lendo meu corpo parece ficar mais leve, parece que mergulho em um momento de alegria profunda, meu corpo fica totalmente relaxado, e me sinto bem sabendo que Deus nunca nos abandona, e nos ama apesar de tudo.

15. Ana Maria - 7 - maio - 2014

Hoje eu estou relendo este livro que é fantatisco, da primeira vez que li foi em 2009, comecei as 19:00 e terminei as 02:00, foi apaxonante, pois não parei enquanto não terminei, quanto mais eu lia, mais eu queria saber o final, e era emprestado de terceiros, agora comprei e vou reler com muita calma e digo com toda a segurança é um otimo livro.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: