jump to navigation

Estatística eleitoral? 21 - agosto - 2010

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, Curiosidades, Enquetes, Opinião, Política.
add a comment

Eu ando tão desconfiado das estatísticas… Ou melhor, não confio mais… Então resolvi criar a minha, que não tem necessariamente fidedignidade com a realidade, é mais a título de curiosidade mesmo, pra ver no que dá… Clica aí e responde! E se vc também tá curioso, divulga pra mais gente responder!

Valew!

Obs.: A propósito, vc vai votar com base na campanha, na estatística ou na história?

Um hotel, um problema seu 4 - março - 2010

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, Citações, Curiosidades, Igualdade social, O homem e Deus, Opinião, Política.
add a comment

image Já viu esse hotel? http://bit.ly/aSnfgP

E já sabe disso? http://tinyurl.com/ybjh84y

Resumindo:

O primeiro link refere-se a um hotel em Abu Dhabi que custou US$ 3 bi e que oferece um pacote de uma semana de hospedagem  no valor de US$ 1 milhão (entre outras extravagâncias exorbitantes).

O segundo link leva a uma entrevista com Jacques Diouf¹, na qual ele afirma: para acabar com a fome no mundo bastaria um investimento anual de 44 bilhões de dólares no setor agrícola dos países pobres (gastos com irrigação, armazenamento e estradas. Também pode-se incluir investimentos em tecnologia transgênica). Ele também fala de quem é a responsabilidade:

É, antes de tudo, uma questão de tomada de consciência ao nível público, ao nível político. Porque não são os recursos que faltam. (…) Eis o problema. Ele é ético. O problema é moral. E é político. Esperemos que, agora, haja uma maior tomada de consciência – sobretudo porque houve motins em 22 países, com mortos – e porque sabemos que o problema da alimentação é, com certeza, um problema de solidariedade entre os humanos, mas é também um problema de paz e de segurança no mundo.

Assim, o hotel de Abu Dhabi não é somente um hotel luxuoso a ser admirado. Ele exemplifica um problema a ser observado: a desigualdade social.

A desigualdade social é um problema ético, moral, político (na mais ampla interpretação da palavra), o problema da falta de solidariedade, de paz e de segurança. Por isso é um problema dos cristãos. É um problema da Igreja. É um problema nosso. O problema está presente na nossa cidade, é um problema seu.

Deus nos faz sensíveis e inteligentes para perceber nossa responsabilidade como cristãos diante de tal problema, além de nos tornar criativos e nos dar as condições para agirmos agora, onde estamos. Basta estar disposto a viver o cristianismo em sua essência e integralidade.

Para ler: Mateus 5:1-20 (destacam-se os versos 5, 9, 13-16 e 20)

1 – Diretor-Geral da Organização para a Agricultura e Alimentação das Nações Unidas (FAO);

(Des)valorização 15 - junho - 2009

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, Curiosidades, Links, O homem e Deus, Política.
1 comment so far

3346_69527934274_638049274_1531523_5563064_n

Tem uma época da vida em que a gente acha que vale alguma coisa e que por isso Deus gosta da gente e nos dá uma vida boa.

Depois a gente começa a perceber que Deus nos olha e diz: "Você não vale nada, mas eu gosto de você. E isso não significa que você vai ter uma vida boa."

Esses dias, ouvindo algumas músicas da época da adolescência me bateu uma nostalgia. Tenho saudades da época em que eu achava que valia alguma coisa. Era tão confortável e seguro… Mas graças a Deus agora tenho consciência que tenho que crescer, e que esse crescimento não tem fim, até o fim da vida.

Como dizem nos guetos crentes por aí: "Maranata"! (Jesus, pára* o mundo que eu quero descer!)

*Corrigindo para a nova ortografia fica “para”… Mas prefiro a palavra na velha ortografia, parece ter expressão mais forte, hehe!

——————————————————-

Dica: Conheça as histórias de Paulo de Tarso Tamburini Souza, um dos enviados das Organizações das Nações Unidas (ONU) e também do Tribunal Superior Eleitoral para colaborar em forças-tarefas nas eleições de dezenas de países pelo mundo. Algumas delas você encontra aqui: Nossa Cara – Juiz ‘Indiana Jones’ exporta eleições brasileiras para o mundo. Peguei parte da entrevista dele no Programa do Jô de sábado (13/06), achei muito interessante! (A começar pelo nome do sujeito! hehe!)

Esquisitices vocabulares 28 - julho - 2008

Posted by Marcos Reis in Curiosidades, Humor.
3 comments

marcas

Qual a primeira impressão que um pneu da marca “Pedra em Chamas” lhe causaria? E a marca “Ano bom”, lhe pareceria confiável? Que tal o pneu “Pedra da ponte”?

Se vc descobrisse uma nova e promissora tecnologia de transmissão de dados teria coragem de chamá-la “Dente Azul”?

Vc pagaria mais de 100 reais por 1 litro de uma bebida chamada “Joãozinho caminhador”?

Curioso que rodamos sobre pneus “Firestone”, “Goodyear” e “Bridgestone” sem duvidar de sua qualidade! Usamos cada vez mais o “Bluetooth” para transferir dados e nem nos damos conta de seu nome, digamos, “bucal”! hehe! E o whisky “Johnnie Walker” é caro pra caramba!

Deixando os americanismos de lado, o que vc acharia de um gibi protagonizado por Francisco Abençoado? Meio enfadonho? Livrinho religioso? Mas aposto que vc já deu boas risadas do Chico Bento! hehe!

Não vai ter no céu 26 - dezembro - 2007

Posted by Marcos Reis in Autoria própria, Curiosidades, O homem e Deus.
4 comments

heaven

“Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou.” Ap 21:4

Peço licensa aos leitores que não se interessam em assuntos como vida eterna, céu e coisarada para compartilhar uma pequena idéia a respeito.

Estávamos estudando sobre “Números e Símbolos do Apocalipse” com o Blaine Richard no Grupo de Estudos de Aconselhamento da Aliança quando lemos Ap 21:4. E tal texto me fez lembrar de um pensamento conhecido (que não tem a ver com o tema que estava sendo estudado) que instrui mais ou menos isto:

“A única coisa que não poderemos fazer no céu é evangelizar, portanto não dê tanta prioridade a outras coisas enquanto você vive na Terra, evangelize!”

Porém me “caiu a ficha” que não é só evangelismo que não vai ter no céu. Não haverá tristeza, então também não haverá aconselhamento; Não terá dor, portanto, cura também não; Não teremos a oportunidade de perdoar, pois não haverá ofensa; Nem de pedir perdão, pois seremos perfeitos. E muitas outras coisas como essas…

Então, além de evangelizar, a hora de consolar, curar, perdoar e ser perdoado é agora! Aproveite e dê o devido valor a isso também!

O idoso 30 - maio - 2007

Posted by Marcos Reis in Citações, Curiosidades, O homem e Deus, Política.
1 comment so far

.

Gandalf
תפארת בחורים כחם והדר זקנים שׁיבה Pv 20:29

“De cultura para cultura em épocas diferentes no tratamento ao idoso existem variações. Segundo Fustinoni e Passanante (1980), nas sociedades primitivas, alguns povos acreditavam na reencarnação após a morte, onde o espírito ocupava o lugar de outra pessoa. Devido a esta crença, matavam os velhos antes que sofressem os declínios da velhice. Outras comunidades como as do sul do Sudão procediam com a maior crueldade em relação aos idosos, enterrando-os vivos, quando se apresentavam debilitados. Os povos Yacutas, habitantes do nordeste da Sibéria, que levavam, uma vida seminômade, educavam seus filhos para não terem compaixão dos idosos, orientando-os a expulsá-los de suas casas, privá-los de alimentos e, inclusive, submetê-los a castigos corporais e trabalhos penosos até a morte. As sociedades primitivas de várias regiões e culturas apresentavam, em sua maioria, condutas eliminatórias diante de seus velhos.

A China milenar foi um exemplo de civilização que proporcionou às pessoas de idade avançada uma situação privilegiada. A própria constituição social deste povo, baseada na organização familiar e patriarcal, favoreceu esse comportamento, sustentando o princípio de que toda família devia obediência ao homem de mais idade. Essa postura também se dava pela posição religiosa e filosófica que era atribuída ao velho, considerando-o possuidor de sabedoria.

Conforme o último senso do IBGE o crescimento da população brasileira é de 2,5% ao ano, enquanto a taxa de idosos aumenta 5%. Em 20 anos ocuparemos o 6º lugar mundial em número de pessoas mais velhas, quando a taxa será de aproximadamente 15%. Em 1950 havia duas crianças com menos de 5 anos para cada idoso com mais de 60 anos; em 2025 esta proporção será exatamente ao contrário.”

Fonte: Terceira idade e atividade física – Prof. Esp. Juarez Antonio Stürmer
Centro Universitário Feevale – NH
Mestrando em Ciências Aplicada a Atividade Física e Desporto
Universidade de Córdoba – Espanha
juarezs@feevale.br